Nova Ifé: um minijogo Pós-apocalíptico Afrofuturista para o Dia Nacional da Consciência Negra

Olá, eu sou o Lima, Raphael Lima.

Saudações, 3d4-2 cultistas desta coluna inquieta, conhecida na comunidade como a Caixa do Lima. Estamos em novembro, mês em que comemoramos a consciência negra, e eu, como professor e negro, nascido em periferia, acredito que a história é a cultura afro brasileira e que a história da África e suas contribuições devem ser abordadas durante todo o ano nas escolas de todo o Brasil.

E mais uma vez, pretendo abordar pelo segundo ano, com os discentes da instituição onde leciono, a literatura afrofuturista. Para isso, transformei o Nova Ifé, um cenário afrofuturista pós apocalíptico em um minijogo, que pretendo apresentar a vocês na nossa conversa de hoje.

Vamos lá?

Nova Ifé (Afro-Rangers) para FATE e FAE.

Olá, eu sou o Lima, Raphael Lima.

No episódio dessa semana da Caixa do Lima, o papo é sobre Nova Ifé, um micro-cenário desenvolvido para o Concurso Alphaversos, que ocorreu no último carnaval, organizado pela galera do site RPGista. Foi uma experiência muito divertida, onde boa parte dos integrantes do Mundos Colidem participaram, e todos nós ficamos no Top 10 do concurso, como relatado pelo Leishmaniose em sua postagem Concurso Alphaversos – Indo ao encontro do mais forte.

O cenário que eu escrevi no concurso é o Afro-Rangers, que inclusive já foi publicado na Caixa do Lima a sua versão para 3D&T, e em uma versão para Savage Worlds. Mas, hoje, a pedidos de alguns leitores desta pequena caixa de ideias, vou trazer uma versão do cenário para os amantes do sistema FATE, seja o Básico ou o Acelerado. Vamos lá?