Nova Amsterdã: o minijogo

Olá, eu sou o Lima, Raphael Lima

Nesta quarta aparição do ano do Javali da Caixa do Lima, vamos falar mais sobre Nova Amsterdã (NA), e desta vez, trazendo um spoiler que tem ecoado nas redes sociais na última semana e que foi totalmente confirmado em uma entrevista para o Nerd Notícias.

Então, leitores desta mal assombrada coluna, chequem suas armas, decorem seus melhores encantos e se preparem para enfrentar abissais, shoggoths e crias negras de shub-niggurath em Nova Amsterdã, mas agora usando o nosso sistema mínimo, carinhosamente apelidado (por ainda não ter um nome) de Lima System.

Construindo Personagens e Cenários em Crianças Enxeridas

Olá, eu sou o Lima, Raphael Lima.

Retornamos a esta caixa de ideias em sua primeira aparição deste ano, da forma como terminamos o ano passado: falando sobre jogos autorais do Mundos Colidem. E já que o papo é sobre as nossas produções, vamos logo trazendo notícias sobre um dos jogos mais esperados deste coletivo, sim, senhoritas, senhoras e senhores, estamos falando do Nova Amsterdã (NA), um cenário que traz o mythos de Lovecraft para o Nordeste brasileiro durante a dominação holandesa, usando o sistema do Fate Acelerado.

E se você ainda não sabe o que é o Nova Amsterdã e ficou curioso com a sua proposta, este é o momento para aprender mais sobre ele.

Vamos às atualizações do NA: o texto está concluído e revisado, assim como as ilustrações feitas pelas mãos do talentosíssimo Miguel Rude e de algumas ilustrações adicionais de Leander Moura (como o mapa de Nova Amsterdã) e do Daniel Júnior (O Observador). O livro encontra-se em processo final de diagramação, sob a batuta do renomado Dan Ramos, correndo o risco de ficar pronto antes deste texto chegar ao conhecimento de vocês (calma, nós vamos dar uma segurada para ele só vir depois). Assim que o arquivo digital estiver concluído e passar pela avaliação final da equipe, ele será disponibilizado nas lojas virtuais do MC.

Mas enquanto isso não acontece, vamos falando de outros jogos autorais do coletivo — e nessa postagem, vamos conversar sobre Crianças Enxeridas.

Minijogo – Crianças Enxeridas

Olá, eu sou o Lima, Raphael Lima.

No episódio desta semana da Caixa do Lima, vamos conversar sobre velhas paixões, motivadas por novas paixões. A velha paixão é o desejo de produzir jogos para crianças, os leitores mais assíduos desta coluna sabem que eu jogo RPG com minha filhota Marianna (a Nega), ela mesmo que aparece nos exemplos de sessões dos jogos de minha autoria. Eu e a Nega, temos uma campanha de Hora da Aventura RPG, resenhando no Mundos Colidem por Helim do Nippon (clique aqui), futuramente pretendo trazer mais informações sobre as estratégias narrativas utilizadas nesta campanha, onde alguns elementos simples no processo de ensino e aprendizagem para ajudar na alfabetização da filhota.