O Lago de Lágrimas

Um pequeno vilarejo de pescadores, entre um lugar e outro, num tempo qualquer, esquecido por quase todas as divindades. Um homem, um refugiado, se aproxima com suas duas filhas, todos famintos. Há poucas pessoas na pequena vila, que não guarda mais do que dez casebres. As poucas pessoas caminhando carregam expressões tristes e parecem estar mortas, apenas seus corpos animados. Ninguém muda de expressão ao ver os refugiados. O vilarejo fica às margens de um lago escuro, com a fama de presentear com muitos peixes aqueles que lançavam suas redes.

Com estes boatos, vieram os refugiados.

Nova Amsterdã 1646: O Estranho Ocaso do Lago da Vila do Bonfim

Saudações, Camaradas!

Como alguns de vocês já sabem, estou trabalhando em conjunto com o Joka do Espaço Mítico no projeto Nova Amsterdã, o mesmo que já falamos há alguns meses atrás. Então, aproveitando a época natalina, pensamos em dar mais uma amostra do Nova Amsterdã, disponibilizando a aventura “O Estranho Ocaso do Lago da Vila do Bonfim“.

Para os que deram uma visualizada no primeiro post, notaram que já tivemos algumas mudanças em relação à primeira proposta, especialmente no que se refere às Abordagens, que foram resumidas em três: Físico, Interpessoal e Intelecto. E o Mythos passando a ser uma façanha, composta em uma árvore. A Sanidade tornou-se um teste resistido, onde o jogador elenca seus aspectos, abordagens e façanhas e faz a sua rolagem.

Espero que curtam essa aventura com o espírito de Lovecraft nas terras nordestinas brasileiras no século XVII, durante a dominação holandesa.

O Senhor dos Anéis FAE – Regras para Mágica Sutil da Terra Média

Saudações, Camaradas!

Vamos dar início à segunda parte da série de postagens sobre O Senhor dos Anéis para Fate Acelerado. Dessa vez vamos falar sobre Regras para a mágica sutil da Terra Média. E para quem perdeu a primeira parte, é só dar uma clicada aqui e ver a primeira parte, que abordava as regras para corrupção.

Terra Devastada: Edição Apocalipse

Saudações, camaradas!

Hoje venho falar a vocês sobre o Terra Devastada: Edição Apocalipse (2016) um cenário/sistema nacional de autoria do John Bogéa, que escreve, desenha e diagrama a obra, com sua primeira edição lançada em 2011 pela editora Retropunk. Seu sucesso foi tão grande, que os livros ficaram esgotados por anos e penei para conseguir minha cópia da primeira edição.

Em minha humilde opinião, John Bogéa é o grande autor do cenário nacional, com outro trabalho do mesmo período — Abismo Infinito — que considero uma obra ímpar, devido à sua mecânica de desenvolvimento do personagem em uma interpretação no estilo Lovecraft. Mas vamos ao que interessa:

O Senhor dos Anéis FAE – Regras de Corrupção

Saudações, camaradas!

Venho mais uma vez dialogar com vocês sobre um assunto que é muito pertinente à minhas últimas postagens, o Fate; mais precisamente o Fate Acelerado — para os íntimos, FAE. Minha relação com o FAE começou em meados de 2015 quando o “Alto Sumo Sacerdote do Fate”, Petras Furtado, me apresentou ao sistema. Nunca fui muito adepto de sistemas genéricos, mas desde o primeiro encontro, isso mudou. Continuei como jogador até meados de março de 2016, quando decidi me aventurar a  narrar no sistema e desde então estou me aprofundando nele, aprendendo coisas novas e dando vida a algumas coisitas que eu queria narrar.

Doze Pokémons para Fate Acelerado

Saudações Camaradas!

Na minha adolescência eu gostava de Pokémon — não como os meus amigos, que chegaram a fazer, no fim da década de 1990, uma adaptação para GURPS (não peçam mais informações, pois sinceramente eu não lembro). E com o lançamento do Pokémon Go, o assunto voltou às rodas de amigos, onde muitos lembraram com saudosismo o passado. Como alguns sabem, sou professor e utilizo o RPG nas minhas aulas. Em 2016, o Fate Acelerado — FAE — foi o sistema eleito pelos discentes, por sua facilidade de adaptar vários tipos de conteúdos, como filmes, livros, desenhos animados e videogames, o que me animou a produzir material para ele.

Nova Amsterdã 1646: O Mythos chega ao Nordeste holandês

Saudações, Camaradas!

Venho essa semana dialogar com vocês sobre um novo projeto, e uma nova parceria. Primeiro vamos falar do projeto, que nasceu na necessidade de juntar dois temas que me são particularmente atrativos: o universo de Lovecraft e a história do Rio Grande do Norte, meu estado natal. Em meados de 2010 eu tinha dado início ao projeto Nova Amsterdã — uma crônica para Vampiro: Idade das Trevas, que gerou um romance dividido em onze capítulos, dos quais os cinco primeiros foram postados no blog original do Mundos Colidem. Espero futuramente compilar todo o material para publicar nesse novo espaço. Mas apesar da experiência ter produzido todo este material, ela não alcançou o resultado desejado, pois faltava algo. A boca ainda salivava.

Fichas de Personagens Icônicos de Avatar: Lenda de Aang

Para acompanhar a adaptação de Avatar: A Lenda de Aang para Fate Acelerado, nada melhor que as fichas dos protagonistas (e alguns antagonistas também), aqui. E algumas fichas em branco estilizadas, aqui.

Avatar: A Lenda de Aang

Saudações Camaradas!

No último mês de maio, eu publiquei uma adaptação de Avatar: a Lenda de Aang para o Fate Acelerado – FAE. Aproveitando o ensejo, iniciei uma campanha para ir fazendo os testes da proposta e as possíveis correções, e enriquecer um pouco mais o texto nomeado como primeira edição. Após algumas sessões de um mês de testes, venho trazer para vocês o texto que humildemente chamamos de 1ª edição revisada, quem vem com mais especificações para a criação de personagens, dobradores ou não, trazendo um resumo das regras do FAE, e com o foco exclusivo na Lenda de Aang, pois estamos pensando em futuramente fazer um suplemento para A Lenda de Korra.

Avatar: A Lenda de Aang, o sucesso de animação da TV para Fate Acelerado, download nas versões em PDF e Epub.

Mundos Colidem

When Worlds Collide é o nome de um livro de ficção científica do ano de 1933, de autoria de Philip Wylie e Edwin Balmer. O livro narra uma história em que um cientista prevê o choque de outro planeta com a Terra, causando uma devastação que a destruiria completamente. Essa talvez não seja a mais antiga referência a um título sobre a colisão de mundos, mas certamente é a mais clássica e uma das mais conhecidas no meio da ficção científica, chegando a influenciar diversas obras que surgiram depois, dentre elas Flash Gordon e Superman. Além de uma continuação, a história do livro invadiu os cinemas em 1951 – sendo conhecido aqui no Brasil como “O fim do mundo”. Depois disto, o título e a sua corruptela “Worlds Collide” passaram a ser utilizados em várias outras mídias, embora cada vez menos se conhecendo a referência: Worlds Collide foi o título de uma saga entre o universo DC e o universo Milestone, bem como do crossover entre Megaman e Sonic nos quadrinhos da Archie, também foi o nome do sexto álbum da banda Apocalyptica e o nome da música tema da final do campeonato de League of Legends do ano de 2015. E esse foi o nome escolhido por Petras Furtado, ao iniciar um blog em 07 de agosto de 2009, conforme suas próprias palavras: