Diário de um Game Designer #Parte1

Olá, eu sou o Lima, Raphael Lima.

Nesta segunda aparição do Ano do Javali da Caixa do Lima, nosso espaço de diálogos quinzenais no Mundos Colidem, venho motivado pela inquietação de alguns amigos, que pediram ajuda nessa empreitada de criar jogos. E os pedidos ficaram martelando em minha cabeça, enquanto preparava uma outra postagem — deixarei uma pista para ela ao longo do texto, e os que descobrirem podem postar no comentários.

Então, neste texto vamos tentar dar uma ajuda à galerinha que deseja se aventurar pelos caminhos de escrever jogos. E pretendo tentar dar uma luz com base na minha experiência no fazer jogos e suas mecânicas, mas longe de afirmar que o construir mecânicas e propostas tenha uma ferramenta única, tal como uma receita de bolo. Vamos começar com algumas dicas sobre o caminho que devemos seguir, para iniciar o processo.