A Ferro e Fogo: Fate Quest Revisado (Segunda Parte: Personagem)

Olá, 2d8 leitores! Eu sou o Leishmaniose e no capítulo desta semana do Lugar Nenhum, trago um capítulo da série A Ferro e Fogo, desta vez dando continuidade à revisão e ampliação do Fate Quest, um hack para jogos de fantasia medieval usando a engine do Fate! Nesta segunda parte: Personagem!

Parte 1 – Revisão do Fate Quest: Mecânicas.

Parte 2 – Revisão do Fate Quest: Personagem.

Parte 3 – Revisão do Fate Quest: Bestiário. (05/10)

Parte 4 – Revisão do Fate Quest: . (19/10)

A Ferro e Fogo: Fate Quest Revisado (Primeira Parte: Mecânicas)

Olá, 2d8 leitores! Eu sou o Leishmaniose e no capítulo desta semana do Lugar Nenhum, trago um capítulo da série A Ferro e Fogo, desta vez revisando e ampliando o Fate Quest, um hack para jogos de fantasia medieval usando a engine do Fate! Nesta primeira parte: Mecânicas!

Parte 1 – Revisão do Fate Quest: Mecânicas.

Parte 2 – Revisão do Fate Quest: Personagem. (21/09)

Parte 3 – Revisão do Fate Quest: Bestiário. (05/10)

Parte 4 – Revisão do Fate Quest: . (19/10)

The Last of Us para Fate Básico! [parte 2]

Olá, eu sou o Lima, Raphael Lima.

Saudações, 4dF+4 leitores que acompanham essa coluna inquieta, carinhosamente conhecida por poucos como a Caixa do Lima. Hoje eu retorno com a segunda parte da curta adaptação de The Last of Us para Fate Básico e Acelerado. E se você, como eu, gosta do Fate e ficou empolgado com o segundo jogo da franquia, recomendo visitar a Parte 1 desta adaptação, onde apresentamos algumas mecânicas para emular particularidades do cenário de The Last of Us 2.

The Last of Us para Fate Básico! [parte 1]

Olá, eu sou o Lima, Raphael Lima. Saudações, 4dF+4 leitores que acompanham essa coluna inquieta, carinhosamente conhecida por poucos como a Caixa do Lima. Inquieta, porque sempre tento fazer um planejamento de postagens com temas organizados e encadeados, mas todas as escritas são guiadas pela minha empolgação em determinados temas e assuntos. E mais uma vez não segui o cronograma, mas por uma boa causa — para voltarmos às adaptações para Fate Básico/Acelerado com o jogo do ano, pelo menos para mim. Estamos falando de The Last of Us 2 (Abby Rainha!).