Chronicles of Darkness Day – Pugmire

Salve, salve aventureiros! Aqui é o Joka da Espaço Mítico e nesta semana apresento a vocês a aventura one shot utilizada no “Capítulo Natal” para o evento nacional “Chronicles of Darkness Day” organizado pelo Cronistas das Treva e com apoio local do Mundos Colidem! Servindo não apenas para apresentar o jogo para novatos, como pode ser um excelente ponta pé inicial para mestres (ou Guias) que queiram começar uma campanha de Pugmire.

Viajar é preciso? Regras simples para viagens

Olá, eu sou o Lima, Raphael Lima.

No episódio desta semana da Caixa do Lima, este espaço quinzenal de diálogos sobre as mais variadas questões relativas à prática do RPG (jogos autorais, sugestões de regras, resenhas, uso do RPG na educação e afins), vamos falar sobre as viagens nos jogos. Estamos falando das viagens que os grupos fazem de uma cidade para outra, ou até enfrentando grandes distâncias e cruzando continentes em busca de aventuras. A palavra viagem, segundo o Dicionário Aurélio (7ª edição, pág. 815) significa “ato de ir de um a outro lugar mais ou menos afastado. Na grande maioria dos jogos de RPG, os grupos de jogadores fazem longas e variadas viagens, para resolver as demandas da estória na qual eles estão envolvidos. E é justamente nas viagens, que vários problemas podem acontecer.

Sobre Morte e Heróis

Olá leitores e leitoras!

Não gosto de apresentações muito longas, então tentarei manter isso breve. Meu nome é Joris e esta é minha postagem de estréia na Taverna no Fim do Multiverso. Feitas as apresentações, vamos começar a falar sobre o assunto desta coluna. Você já parou pra pensar em o que significa ser um herói?

Manual Naruto 3D&T Alpha Revisado para download

Olá pessoas!
Aqui é o Tio Lipe e bem-vindos ao Santuário do Mestre. Ano passado disponibilizei aqui no site uma aventura e alguns personagens prontos para se jogar com minha adaptação de Naruto para 3D&T Alpha. Com o feedeback positivo, e muito influenciado pelo meu amigo Leishmaniose, resolvi que estava em tempo de dar uma atualizada no material. Inicialmente pensei em trabalhar nesta revisão de forma descompromissada, mas acabei fazendo o que geralmente faço quando adapto: cai de cabeça. Foram oito postagens, mas com material suficiente para o dobro disso! E ao mesmo tempo em que escrevia este “monstro”, também estava trabalhando no meu sistema, o Gaia RPG (aguardem novidades). Depois de tanto trabalho, o que temos? Um PDF maravilho, é claro!

Lançamento do Gaia RPG: Playtest Oficial

Olá pessoas!
Aqui é o Tio Lipe e bem-vindos novamente ao Santuário do Mestre. Em setembro do ano passado, publiquei aqui no Mundos Colidem a apresentação do meu novo sistema, o Gaia RPG, sendo voltado para jogos de fantasia medieval e tendo como premissa ser simples, completo e acessível. No final daquela postagem expliquei que o texto base do sistema estava sendo revisado e que seriam necessários alguns jogos-testes fechados antes do lançamento. E hoje venho apresentar aos caros leitores o produto final deste maravilhoso sistema: o seu playtest oficial!

Não se desespere: faça um mapa

No artigo anterior falei sobre como criar aventuras com pouco trabalho… do mestre e neste artigo vou falar sobre como um simples mapa rendeu uma grande aventura.

Criando aventuras com pouco trabalho… do mestre

Acredito que fiquei um pouco preguiçoso quando o quesito é preparar aventuras de RPG, mas isso não me incomoda nem um pouco e nem me priva da diversão de uma boa aventura, onde quem faz boa parte do trabalho são os jogadores – um trabalho normalmente coroado com grandes interações.

NAS MINHAS EXPERIÊNCIAS (vou deixar isso bem enfatizado), também tenho notado que ao deixar os jogadores participarem da criação da aventura e de seus elementos, o nível de engajamento deles é maior durante as sessões, pois eles deixam de ser agentes passivos da construção do enredo inicial, para agentes ativos. Eles passam a jogar o que desejam, no máximo, com algumas modificações.

Aventura e Personagens para Naruto 3D&T Alpha

Olá pessoas!
Aqui é o Tio Lipe e bem-vindos novamente ao Santuário do Mestre. Antes tarde do que nunca, diga-se de passagem. No dia 15 de outubro de 2017 ocorreu aqui em Natal/RN o Anima Con, um evento para fãs de animes e com espaço para diversas outras atividades relacionadas ao tema. Uma delas foi a arena de jogos, onde o Mundos Colidem ficou responsável pela organização do RPG. Como um dos narradores participantes, escolhi levar uma aventura que já havia narrado algumas vezes. Contudo, diferentemente do sistema anterior que usei para ela, resolvi que estava na hora de reviver um velho companheiro de aventuras: o 3D&T Alpha. E a aventura escolhida foi ambientada em Naruto.

Um monstro, uma campanha

Para o artigo desta semana, havia pensado em fazer uma conversão do personagem Adão, Senhor Sombrio de Ravenloft para a quinta edição, mas percebi que não valeria o esforço, pois o que eu faria não seria uma conversão, mas um ou dois ajustes.

Pensei então em falar sobre “o sistema não importa”, mas aí percebi que isso só levaria a discussões desnecessárias e então me lembrei de um artigo que escrevi um tempo atrás e que repostei no Diário de Campanha sobre os Valpurgeist, criaturas típicas de Ravenloft e que me inspirou para este artigo.

Aventuras baseadas nos personagens

Durante vinte anos mantive o hábito de reunir-me com os amigos uma vez por semana, para desenvolver narrativas fantásticas, na forma de sessões de RPG.

Posso afirmar, sem sombra de dúvida, que estes momentos foram extremamente significativos e que todos aprenderam muito salvando reinos, planetas e até mesmo o universo. Fizemos a história de muitos personagens, mas em todos estes anos, nunca criei um único personagem, cujos desejos direcionaram as tramas com as quais nos envolvíamos.

Nunca jogamos uma aventura ou campanha baseada em nossos personagens.