Scooby-Doo para Crianças Enxeridas

Olá, eu sou o Lima, Raphael Lima. Saudações 2d20 (rolando Carisma com vantagem) Crianças Enxeridas que acompanham essa coluna traquina, conhecida nesta comunidade como A Caixa do Lima. Não vou abrir essa coluna, como costumeiramente faço na primeira postagem do ano, desejando um feliz ano novo. Mas gostaria de solidarizar-me com todas as famílias que perderam entes queridos nesta pandemia do Covid-19. E reforçar que a pandemia não acabou, que mantenham todos os cuidados e não percam a capacidade de indignação, mesmo com todo esse leite condensado na mesa.

E neste retorno aos trabalhos em 2020.2 (o ano que não quer acabar) no Mundos Colidem, vamos continuar falando de Crianças Enxeridas RPG e abriremos o ano com mais uma adaptação — e desta vez estou falando de um desenho animado, que se você tem mais de 30 anos, ele com certeza fez parte da sua infância.

Sim, estou falando de Scooby-Doo, uma das referências na escolha do nome do nosso joguinho amado. Ou vocês nunca ouviram:

E eu teria conseguido, se não fossem por esses garotos intrometidos e o seu cachorro idiota!

 

Então vamos aos créditos: essa adaptação surgiu em um papo com o Ximu do Casa Velha, e a sua mesa de Scooby-Doo usando o Crianças Enxeridas RPG que rolou no último dia 27/01/2021. O episódio está disponível no canal do Youtube do Casa Velha (valeu, Ximu!). Conversamos sobre como os personagens do desenho animado se encaixavam nos arquétipos e chegamos à questão que era saber em qual arquétipo o Scooby se encaixava. Aliás, tanto o Scooby como o Salsicha se encaixam no mesmo arquétipo — ambos são Café com Leite. Mas pensando no nosso querido dogue alemão, criei o arquétipo “Amigo Animal” nesta adaptação. Mas se você está aqui pela primeira vez (ainda?), não se desesperem, também pensamos em vocês e por isso vou fazer uma apresentação do jogo.

Crianças Enxeridas RPG

Em sua infância, a maioria das pessoas acompanhou os desenhos animados onde um grupo de crianças ou adolescentes investiga fatos misteriosos em seu bairro ou cidade — e em muitas dessas crianças havia o imaginário popular do seu bairro, as lendas que os adultos contavam para manter as crianças longe de alguns locais onde elas não deveriam ir e das coisas que elas não deveriam saber. Mas muitos de nós somos Crianças Enxeridas e decidimos investigar essas lendas e viver grandes aventuras. Essa temática não está presa a apenas um grupo ou época, pois há vários desenhos animados que podemos citar ao longo dos últimos trinta ou quarenta anos, como Hilda, Gravity Falls e — por que não — Stranger Things.

Crianças Enxeridas é um jogo de autoria do coletivo Mundos Colidem, desenvolvido para ser jogado com crianças e que nasceu das sessões de RPG no sábado a noite com a minha filhota Marianna, com a proposta de abordar de forma simples a temática das referências acima — mas o jogo ganhou jogadores de todas as idades e locais, tanto que em sua versão minijogo, já está disponível em inglês, francês, espanhol e italiano, no Drive Thru RPG. A versão em português do minijogo vocês podem encontrar gratuitamente no Dungeonist, acompanhado de vários materiais de suporte: aventuras (A Lenda do Alma de Gato, Horror em Sanhauá, A Ilha do Sapo Rei e Aventura na Terra da Imaginação), além de ficha de personagens (ah, Crianças Enxeridas tem uma ficha maravilhosa no Roll20), cartas de condições e miniaturas de papel.

Sistema

O Crianças Enxeridas (CE) usa um sistema de regras desenvolvido pelo Mundos Colidem e que é carinhosamente apelidado de Lima System, que dá vida aos minijogos do coletivo que podem ser encontrados no Drive Thru RPG e no Dungeonist no modo Pague o Quanto Quiser.

No CE, o sistema funciona com o uso de dois dados de vinte lados (2d20). Os jogadores podem escolher entre quatro arquétipos para os seus personagens: Esportista, Nerd, Líder e Café com Leite. Cada personagem possui cinco atributos: Corpo, Mente, Carisma, Sobrevivência e Curiosidade, onde os jogadores vão distribuir vinte e cinco pontos. Cada atributo recebe um valor máximo de treze pontos.

No CE, o narrador não rola dados. Os jogadores devem superar as dificuldades rolando o dado e somando o resultado ao seu atributo para superar o valor de dificuldade fixo de quinze.

A Edição Expandida

A segunda edição do Crianças Enxeridas contém o mesmo conteúdo de regras, mas com o acréscimo de um capítulo voltado para a explicação de O que é RPG? e um outro para orientar o narrador em preparar suas próprias histórias usando as regras do Crianças Enxeridas. Essa, edição ilustrada por Leander Moura e a sua pegada de Terror Infantil (quem disse que crianças não gostam de uma boa história de terror?) e diagramada por Petras Furtado, ambos participantes da produção da primeira edição do Crianças Enxeridas. Como tem a proposta de ser um livro didático e voltado para iniciantes, ele tem apenas 50 páginas e uma diagramação nostálgica, lembrando um caderno escolar, ideal para fazer anotações nas bordas e colar adesivos.

Jogando Scooby-Doo

Scooby-Doo é um desenho animado norte americano criado por Joe Ruby e Ken Spears e produzido pela Hanna-Barbera. É o segundo desenho americano com maior número de temporadas de todos os tempos, perdendo apenas para Os Simpsons, com 30 temporadas e mais de 580 episódios. Já foi exibido no Brasil pela TV Tupi, Rede Manchete, Rede Globo e atualmente está no SBT, Boomerang, Tooncast e Cartoon Network.

No desenho, um grupo de quatro pessoas metidas a detetives — Fred, Velma, Daphne, Salsicha e um dogue alemão falante chamado Scooby-Doo — viajam numa van chamada Máquina do Mistério e ajudam a investigar casos misteriosos em lugares inóspitos, como casas mal-assombradas, parques abandonados, pântanos e ilhas, na maioria das vezes ameaçados por monstros, zumbis e fantasmas, mas considerando os episódios, na maioria das vezes são apenas alguém fantasiado de uma criatura assustadora para alcançar os fins de seus planos criminosos.

Os nossos queridos detetives seguem pistas, fogem dos vilões e muitas vezes, veem-se perdidos em labirintos, passagens secretas e porões escuros. Dividem-se sempre em dois grupos quando vão procurar pistas: Fred, Daphne e Velma vão por um lado, enquanto Salsicha e Scooby vão para outro e sempre acabam sendo perseguidos pelos vilões do episódio.

A fórmula dos episódios é sempre a mesma, mas isso não tira o brilho do programa: depois de uma cena de perseguição ou de uma sequência musical — sempre por meio de algum plano ou ideia mirabolante — os vilões acabam sendo pegos. Estão sempre mascarados e as verdadeiras identidades são reveladas ao terem suas máscaras retiradas. Por trás delas há sempre o rosto de algum personagem já conhecido na história. Cada vez que são desmascarados, os vilões sempre dizem: “Eu teria conseguido se não fossem por esses garotos intrometidos e seu cachorro idiota“. Esse bordão (a tradução para a dublagem quase sempre muda as palavras) faz parte de quase todos os desenhos e filmes da franquia e tem influência direta na escolha do nome do jogo: Crianças Enxeridas.

Personagens

Daphne Blake: filha de milionários, é o alvo preferido dos vilões que muitas vezes a raptam, mas ela sempre é esperta o bastante para escapar e improvisar soluções em situações inusitadas.

Arquétipo: Esportista
Atributos: Corpo (4), Mente (6), Carisma (8), Sobrevivência (5) e Curiosidade (2).

Velma Dinkley: uma garota inteligente e cheia de ideias que desvenda os mistérios com Fred, Daphne, Salsicha e Scooby. É a melhor amiga de Daphne, sempre com alguma tirada científica e soluções lógicas para resolver casos complexos.

Arquétipo: Nerd
Atributos: Corpo (2), Mente (10), Carisma (5), Sobrevivência (4) e Curiosidade (4).

Fred Jones: diferente de Salsicha, Fred é corajoso e o líder do grupo, sempre ávido por um novo mistério. Em certas ocasiões é meio lerdo, mas sem perder a graça. Cria engenhocas para se defender dos inimigos e suas paixões são armadilhas e… Daphne Blake.

Arquétipo: Líder
Atributos: Corpo (7), Mente (5), Carisma (6), Sobrevivência (4) e Curiosidade (3).

Salsicha Rogers: é o dono de um cão simplesmente chamado de Scooby. É um sujeito magricelo e de aparência desleixada, sempre com um cavanhaque por fazer e olheiras. Assim como seu cão, Salsicha é covarde, medroso, faminto e divide com Scooby a paixão por guloseimas, sanduíches, sorvetes e outras delícias.

Arquétipo: Café com Leite
Atributos: Corpo (3), Mente (4), Carisma (5), Sobrevivência (5) e Curiosidade (8).

Scooby-Doo: um cachorro covarde que tem medo da própria sombra e, sem querer, acaba salvando a turma ou pegando os vilões. Quase sempre é impulsionado pela promessa de um bom lanche, biscoitos caninos (os Biscoitos Scooby) ou caramelos.

Arquétipo: Amigo Animal (NOVO ARQUÉTIPO)
Atributos: Corpo (5), Mente (5), Carisma (5), Sobrevivência (5) e Curiosidade (5).
Habilidades especiais: Cão Falante e Disfarces

Novo Arquétipo: Amigo Animal

Nos desenhos animados que são as referências para o Crianças Enxeridas RPG, como Scooby-Doo, Gravity Falls e Hilda, sempre há um companheiro animal que faz parte do grupo de investigadores. Em Scooby-Doo, temos o dogue alemão que dá nome ao desenho; em Hilda temos a raposa-veado Twig e em Gravity Falls, o simpático porquinho da Mabel, Waddles. Para efeito de regras, o Amigo Animal não faz rolagem de nenhum atributo com vantagem, mas ao invés disso ele pode ter uma, duas ou até três habilidades especiais, dependendo da proposta do jogo ou do cenário.

Exemplos de Habilidades Especiais

Scooby-Doo possui as habilidades cão falante e disfarces; Twig possui as habilidades compreender a linguagem dos seres humanos e pressentir intenções; e Waddles possui as habilidades compreender a linguagem dos seres humanos e estiloso.

Durante o processo de construção de personagens, o jogador que for construir uma ficha de Amigo Animal deve escolher as habilidades especiais para o seu personagem. Mas é bom conversar com o grupo antes, para ver se a habilidade ou habilidades especiais pensadas se encaixam na proposta do jogo. Sempre que uma habilidade especial do Amigo Animal estiver em teste, o jogador deve fazer a rolagem com vantagem, ou seja, rolando dois dados de vinte lados (2d20) e ficando com o melhor resultado.

Regra de Fuga pelos Corredores

Em sua mesa no Casa Velha RPG, o Ximu usou uma mecânica muito interessante para emular a clássica cena de corrida pelas portas e corredores do Scooby-Doo: cada personagem jogava um dado de seis lados (d6), que representava a porta em que ele entraria, em um corredor com cinco portas e sendo a sexta opção (o número 6) o corredor. Nessa mecânica, o narrador também vai rolar um d6 para determinar em qual porta o vilão vai entrar, podendo até ser a  mesma dos personagens. E não esqueçam de usar a trilha sonora clássica.

Conhecendo um pouco mais o sistema

Na postagem de adaptação de Hilda para Crianças Enxeridas expliquei um pouco mais sobre o atributo Sobrevivência e seus usos durante a sessão, vale a pena dar uma conferida nas dicas. Em Gravity Falls para Crianças Enxeridas, a postagem foi voltada para a construção de novos arquétipos para o sistema. A adaptação de Stranger Things apresenta sugestões de regras de sanidade e de equipamentos para o sistema. E em Construindo Desafios, o narrador de Crianças Enxeridas encontra formas de fazer os seus próprios desafios.

Conclusão

Crianças Enxeridas tem a proposta de ser um RPG simples, para ser jogado com crianças ou em jogos para introdução de novos jogadores de RPG. Onde posso saber mais sobre o Crianças Enxeridas? Tem um episódio no Café com Dungeon sobre o Crianças Enxeridas que vale a pena ouvir e as sessões de jogo nos canais do Vertente Geek, Casa Velha RPG e Clube do XP.

Onde posso encontrar o Crianças Enxeridas? Você pode “comprar” a Edição Expandida em formato Digital ou Físico. Se desejar conhecer apenas as regras básicas, você pode baixar o minijogo gratuitamente no Pague o Quanto Quiser (Dê um trocado para o seu Lima). Está precisando de aventuras prontas? Há quatro aventuras disponíveis gratuitamente no Dungeonist: A Lenda do Alma de Gato, Horror em Sanhauá, A Ilha do Sapo Rei e Aventura na Terra da Imaginação (escrita pela minha filhota Marianna).

As informações sobre o desenho animado Scooby-Doo foram retiradas da Wikipédia.

Defendam o SUS e vamos tomar Vacina!

Até Breve!

😉

0 Comentários

  1. jokamcsays:

    Mais uma vez, menino Lima fez um material bom demais da conta!

  2. Olá Lima!
    Adorei a postagem, man. Mandou muito bem. A ideia do Amigo Animal ficou muito bacana.

    Até and Bye…

Deixe uma resposta