A Aventura vai Começar!

Olá, Camaradas!

Essa semana o Nomos vem dando sequência à sua proposta de trazer material para iniciantes no RPG através do Fate Acelerado (FAE). Para iniciar esse trabalho, posteriormente na Encruzilhada dos Mundos, o nosso Papai Smurf (Petras), nos presenteou com um maravilhoso post sobre O que é RPG? usando o FAE como exemplo. Sugiro também aos que estão iniciando o seu flerte com o Fate, que visitem o Conexão Fate, uma referência nacional no sistema. No último encontro aqui no Nomos — que agora está regularmente nas sextas feiras Yang — o post Brincando com FAE falou sobre uma experiência com minha filha Marianna, que estou desenvolvendo em um método para utilizar com os meus alunos do fundamental menor. A mudança de dia ocorreu com a necessidade de reorganizar a agenda do Mundos Colidem (MC) para 2017, deixando a concentração de posts sobre o FATE/FAE para as sextas, na parceria com o Grande Petras.

Resenha de Weird Wars Rome para Savage Worlds

Bem-vindo, Miles Gregarius, junte-se à sua fileira e dê seu sangue e alma pelos seus irmãos da Legião, o Imperador demanda tomarmos estas terras.

Começo nesse post a apresentar cenários oficiais para o sistema Savage Worlds, que como vocês devem ter notado, é um dos meus preferidos. Vou apresentar a vocês o Weird Wars Rome, que se passa no período em que Roma era o centro da civilização do mundo.

Bom, vamos ao que interessa.

Guia para narradores iniciantes

A Espaço Mítico desta semana vem trazendo para vocês leitores, uma nova sequência de postagens sobre narração do nosso jogo favorito, o RPG. Mas agora voltado principalmente para aqueles narradores de primeira viagem ou mesmo para os jogadores que sempre desejaram entrar no universo da narração mas não sabiam exatamente o que fazer e/ou como começar. Este guia nasceu de uma série elaborada pela equipe do Mundos Colidem para ajudar aos novatos no RPG, seja explicando regras de sistemas como Savage Worlds ou FAE/FATE, seja para introduzi-lo ao universo do Roleplay. E para o início do guia, vamos abordar dois temas importantes na narração: O papel do Narrador e como fazer a famosa Preparação de suas sessões de jogo.

Mouse Guard para Crônicas RPG (Parte 1)

Não importa contra o que se luta, mas pelo que se luta.

 

Olá Galerinha! Sejam bem vindos à Estação das Brumas. Peguem seus tickets e procurem um lugar aconchegante para se sentar, pois nossa viagem está apenas começando. Fiquem de olhos bem abertos para não perder nada desta bela paisagem: veremos de tudo em nosso trajeto e nossa próxima parada é apenas a sua imaginação. Eu sou Hélio Alcântara, ou, como os amigos me chamam, hhtotal, e nesta coluna falarei um pouco de tudo: sistemas, cenários, adaptações, técnicas narrativas, boardgames (jogos de tabuleiro), etc. Hoje, como postagem de abertura, trarei uma adaptação de Mouse Guard para Crônicas RPG. Venham conhecer este mundo de heróis pequenos, porém com corações grandes.

Mythras RPG

No artigo anterior apresentei um breve histórico do Basic Roleplaying (BRP) e as diversas obras que ganharam ambientações para o sistema de regras. O RuneQuest se transformou em uma variação das regras do BRP e teve a sua sexta edição publicada em 2012 pela The Design Mechanisms, que revisou as regras em 2016 sendo renomeado como Mythras.

Além da mudança do nome, o livro ganhou uma significativa melhora no design, aproveitando melhor os espaços, inserindo novas imagens, ampliando alguns textos e esclarecendo melhor outros pontos, tudo isso com um ganho de 152 páginas (458 p. Vs 306 p. respectivamente) – nessas horas vemos o quão importante é ter um bom diagramador nesses projetos.

Como já disse anteriormente, são muitas as ideias contidas no Mythras que podem ser facilmente utilizadas em outros RPGs, principalmente o D&D, com quem faço frequentes referências.

Construindo o seu Dice Tray

Olá, Camaradas!

Hoje venho compartilhar com vocês a experiência de confecção de um Dice Tray, ou bandeja de dados, proposto pela minha companheira Daniella Madureira. Mas antes vamos fazer o velho jabá do Calango Lúdico, o encontro mensal de RPG da cidade do Natal, que ocorre nesse domingão (05/02/2017) e que vem com uma temática muito especial nessa sua 8ª edição, em comemoração ao ano novo chinês.

O Destino dos Jovens Titãs 1: A Turma Titã.

E como o show não pode parar, aqui está mais uma adaptação: Jovens Titãs para Fate Acelerado, com as mudanças da equipe ao longo de três formações diferentes. Sim, isso mesmo: três formações diferentes. Esta será a primeira delas, com a formação original do supergrupo adolescente.

Resenha: Golden Sky Stories

Olá pessoas!

Bem-vindos ao Santuário do Mestre, seu novo lugar no Mundos Colidem para falar sobre sistemas novos, velhos, perdidos, que ninguém liga, regras aleatórias e adaptações (de animes e games, geralmente). Eu sou o Tio Lipe, também conhecido como “Cavaleiros” por antigos leitores de blogs de RPG. Quem me conhece sabe que eu já tive alguns blogs, que TENHO um blog (confira o Papo de RPGista), e que já postei nos blogs dos outros (e olha eu aqui fazendo isso novamente). Já quem me acompanha sabe que meus trabalhos incluem principalmente, mas não exclusivamente, adaptações de Naruto… Quero dizer, de animes e games para diversos sistemas. Eu também sou louco por criar meus próprios sistemas e fazer meus jogadores sofrerem com playtests e mudanças intermináveis nas regras. E não é que, no fim, acabei criando mesmo um sistema ao meu estilo chamado Tio20 RPG! Apresentarei o danado em outra oportunidade, pois hoje, como minha postagem de abertura, vim trazer uma resenha que fiz tem um tempo sobre um jogo que me cativou absurdamente, mas, infelizmente, não pude ainda jogar. Estou falando de Golden Sky Stories.

Youkai: Espelhos e Fumaça. Adaptação para Storytelling.

Olá,

Feliz Ano Novo Chinês, caros 2d8 leitores! Talvez muitos aqui já saibam, mas várias nações do Oriente seguem um calendário diferente do calendário Gregoriano, que é o utilizado aqui no Ocidente. Eles seguem o Calendário Chinês, um calendário lunissolar, que leva em conta tanto as fases da lua como a posição do sol – tanto que o ano novo chinês começa na noite de lua nova mais próxima do dia em que o sol passa pelo décimo quinto grau de Aquário. Pela tradição chinesa, cada ano está vinculado a um dos doze animais que atenderam ao chamado de Buda para uma reunião. Atualmente estamos no ano do Galo, que teve início na última lua nova, no dia 28 de janeiro de 2017 pelo calendário ocidental. E em homenagem a esta festividade, trago uma postagem contendo uma adaptação de Youkais, criaturas míticas da mitologia japonesa, para o sistema Storytelling, do Chronicles of Darkness.

Sweet Agatha – A verdade vem aos pedaços

Sweet Agatha é um jogo narrativo para duas pessoas que gravita ao redor do desaparecimento súbito de Agatha, a doce Agatha. Pistas levam a um enredo que deve ser desvendado em dez cenas que podem levar a reviravoltas e desfechos imprevisíveis. Aqui no Mecanismo Obscuro vamos dar uma olhada nas inovações da sua proposta de mistério colaborativo, e nas possibilidades narrativas dessa empreitada de Kevin Allen Jr.