Mundos Colidem na FLIQ 2019

Olá, eu sou o Lima, Raphael Lima. E no capítulo desta semana da Caixa do Lima, vamos conversar sobre a Oficina de RPG que realizamos na FLIQ Natal 2019, que foi um evento muito especial para o coletivo Mundos Colidem, com muitas emoções e momentos divertidos e onde tivemos uma receptividade maravilhosa da organização do evento. E como dizem que a primeira impressão é a que fica, é justamente o que podemos dizer da FLIQ.

Quando nos aproximávamos da sala de oficinas, encontramos uma fila e pensamos: “essa galera não pode está esperando para jogar RPG, com certeza não”. Sim, a fila era para participar da Oficina de RPG, e já aproveito o ensejo para pedir desculpas ao pessoal que não conseguiu uma vaguinha — tínhamos apenas 20 vagas, para os mais de 40 visitantes que procuraram a sala de oficinas do evento para rolar uns dados com os nossos mestres.

O que é a FLIQ?

A FLIQ é a Feira de Livros e Quadrinhos da Cidade do Natal, que ocorre anualmente com a participação de grande nomes da Literatura e dos Quadrinhos do estado do Rio Grande do Norte. O evento, pelo segunda vez, ocorre no espaço de eventos do estádio Arena das Dunas, paralelo à Feira Brasil, Mostra Brasil. Com uma programação voltada para todas as idades e públicos, que é uma característica marcante da FLIQ, tem estandes de diversas editoras, fazendo lançamentos de livros com a presença dos autores. Deixo um destaque para o Contos de Horror para Crianças Insones do R.M. Paiva, que traz lendas urbanas da década de 1990, em um casadinha que pode dar muito certo com o Crianças Enxeridas; o Agouro do Márcio Benjamim, autor de Maldito Sertão — que teve o Leander Moura, ilustrador do Crianças Enxeridas, como um dos artistas do livro, que aproveitou a FLIQ para lançar na sexta-feira 13, durante a FLIQ, o seu quadrinho de releitura da obra de Edgar Alan Poe, O Corvo.

Além dos autores e artistas (Jadson Silva, Miguel Rude, Mário Rasec e Cristal Moura, entre outros) o evento apresenta exposição de action figures, palestras sobre literatura, poesia, cultura geek em geral, concurso de cosplayers, oficinas de RPG, experimentos científicos, oficinas de desenhos, estandes de robóticas e um espaço para doações de um projeto que cuida de animais em situação de vulnerabilidade.

 

A Oficina Mundos Colidem

Na edição 2019 da FLIQ, o RPG entra pela primeira vez na programação oficial do evento, com uma oficina de RPG do Mundos Colidem, que ocorreu no domingo 15/09/2019, das 16:15h até às 19h. E como já relatado acima, o nosso susto inicial foi com a fila para participar da atividade — mas foi um susto de felicidade. A oficina contou com 4 mesas de RPG, usando jogos autorais do Mundos Colidem e teve um total de 20 vagas. E daí o nosso susto — o pessoal estava fazendo fila para jogar sistemas autorais do Mundos Colidem. Não havia nenhum jogo consagrado, apenas jogos de autores potiguares, escritos pelos membros do coletivo, que estavam presentes na oficina.

Os participantes jogaram os RPGs Nova Amsterdã, Crianças Enxeridas e Zika Zombies, e todos os que participaram das mesas saíram com um cópia do minijogo Nova Amsterdã, com um QR Code que dá acesso ao PDF Beta do Livro, além do Mapa de Nova Amsterdã, feito pelo Leander Moura, ilustrações de Dan Ramos e Miguel Rude, mais as fichas para a construção de personagens e uma aventura introdutória.

 

Nova Amsterdã RPG

Entre 1633-1654, a cidade do Natal foi renomeada Nova Amsterdã durante a dominação holandesa. Neste RPG que escrevi em parceria com Gilberto “Joka” Olimpio, os jogadores são transportados para esse cenário histórico, só que com uma peculiaridade: os Mythos de Lovecraft invadiram a capital potiguar e os personagens lutam para sobreviver e tentar não enlouquecer. Nova Amsterdã RPG usa as regras do renomado sistema Fate Acelerado. Os jogadores participaram de uma mesa divertida com o narrador Gilberto “Joka” Olímpio, um dos autores do livro. 

Preview PDF Nova Amsterdã RPG

Crianças Enxeridas RPG

Um minijogo com o selo Mundos Colidem, escrito por Raphael Lima (este que vos escreve) com uma pegada de investigação infantil e ótimo para simular cenários como Stranger Things, Hilda, Scooby-Doo e Gravity Falls, entre outros do gênero. Ele é ideal para jogos rápidos, com um sistema de regras mínimo, que utiliza duas páginas de regras e dois dados de 20 lados (2d20).

 

 

Tivemos duas mesas de CE com os narradores João Neto e Jards Medeiros. Destaque do jogo para a aventura A Lenda do Alma-de-Gato, aventura oficial narrada por Jards Medeiros. O autor (novamente, este que vos escreve), está fazendo uma arrecadação para os custos da edição expandida do jogo — e você pode colaborar no site Vakinha.

Crianças Enxeridas Regras do Jogo Ficha de PersonagensAventura A Lenda do Alma-de-gato

Colabore com a Vakinha do Crianças Enxeridas

Zika Zombies RPG

Mais um minijogo com o selo Mundos Colidem, de autoria de Helio Alcântara, o nosso Helim do Nippon. Zika Zombies tem como cenário uma apocalipse zumbi no Brasil, com todo o contexto social e político em que vivemos. O autor conduziu uma mesa na oficina com muito irreverência e crítica política e social no maior estilo Choque de Cultura — só que com zumbis. 

Zika Zombies RPG

Uma nova geração de jogadores

Não só a fila de pessoas querendo jogar RPG foi uma surpresa, mas a quantidade de jovens e novos jogadores que buscavam ter uma experiência em uma mesa de RPG, fato que considero fundamental para dar uma oxigenada na comunidade local, onde novos grupos podem se formar, com novas ideias e novas tribos, buscando e construindo novas formas de se jogar RPG.

E para esses novos jogadores, que desejam jogos acessíveis, oferecemos as lojas virtuais do Mundos Colidem no Dungeonist ou no DriveThru RPG.

 

 

Alguns números da atividade do Mundos Colidem na FLIQ, obtidos através uma pesquisa realizada online com os participantes da oficina de RPG via google formulários.

  • 20 pessoas participaram da atividade;
  • 75% dos participantes jogaram RPG pela primeira vez;
  • 25% já tinham jogado RPG;
  • 50% dos participantes tem entre 12 e 17 anos.
  • 50% dos participantes tem entre 18 e 29 anos.
  • 75% dos participantes descreveram a experiência como ÓTIMA.
  • 25% dos participantes descreveram a experiência como BOA.
  • 100% dos participantes jogariam RPG novamente.

 

 

Até breve!

😉

1 Comentários

  1. Parabéns a todos os envolvidos! É inspirador ver como está o cenário de RPG do RN, tenho orgulho de ter feito parte do começo dessa história e vendo a tocha mais acessa do que nunca.

Deixe uma resposta