Índice Mundos Colidem de Minijogos

Olá, eu sou o Lima, Raphael Lima.

Saudações, 2d12+2 leitores que acompanham essa coluna inquieta, gentilmente conhecida por poucos como a Caixa do Lima. Gentilmente, devido ao carinho que vocês têm pelo Mundos Colidem, vindo aqui quase diariamente acompanhar a minha produção e a dos meus camaradas nesse local onde nossos mundos colidem. E mais uma vez, seguindo com a proposta de não seguir o cronograma preparado, onde eu deveria estar falando sobre o Nova Ifé ou postando uma adaptação, venho resolver um velho problema que não dá mais para adiar e sim, estou falando do Índice Mundos Colidem de Minijogos. Como vocês sabem, os minijogos são uma das especialidades da casa e atualmente são 20 títulos, usando o sistema da casa, conhecido na balbúrdia por Lima System.

Mas para vocês não ficarem catando cavaco lá nas lojas virtuais do coletivo, no Dungeonist ou no DriveThru RPG (para títulos em outros idiomas) organizamos um índice com todos os minijogos, seus resumos e o link direcionando para a página de cada um deles. Então, o que era fácil de achar (pois tem tudo na página de jogos autorais do site) vai ficar ainda mais fácil. Vamos lá?

Índice Mundos Colidem de Minijogos

O Auto do Reino da Imaginação

Auto do Reino da Imaginação (ARI) é um jogo-armorial de encantamento e desencantamento, povo e fidalguia, crime e sangue, de autoria de Davi Ferreira do coletivo Taverna Literária de Campina Grande/PB, no qual os participantes interpretam personagens e contam histórias enigmáticas de intrigas, amores, presepadas, safadezas, caçadas heroicas, assombrações e aventuras nas serras do Sertão cavaleiresco de Ariano Suassuna.

Bravos Heróis

Bravos Heróis é um RPG minimalista, de autoria de Felipe “Tio Lipe” Melo, que põe os jogadores no papel de pessoas que buscam salvar seu mundo das garras do Senhor do Mal, sendo inspirado em jogos como The Legend of Zelda, Legend of Mana e Hollow Knight.

Caçadores da Noite

Entre as multidões que atravessam os grandes centros urbanos, caminham criaturas que apenas parecem humanas. Camufladas por magia ou habilidades naturais, elas espreitam despercebidas, desde as sarjetas até os salões onde repousam as posições de poder da sociedade. Algumas criaturas buscam apenas sobreviver, enquanto outras dependem do sacrifício de vidas humanas. E algumas veem humanos como gado, para ser caçado, abatido, devorado. Por diversão. Alguns humanos as caçam. Mas não por diversão. Caçadores da Noite é um minijogo de autoria de Petras Furtado.

Crianças Enxeridas

Crianças Enxeridas é um minijogo de investigação infantil, de autoria de Raphael Lima, com a proposta de simular cenários baseados em obras como Stranger Things, Scooby-doo e Hilda, do Luke Pearson.

Colonização

Colonização é um minijogo de ficção científica, de autoria de Leishmaniose. A Terra foi invadida e colonizada por Marcianos que ocuparam as capitais. A humanidade foi aprisionada em bairros que servem de currais, tornando-se alimentação dos alienígenas. Os poucos humanos livres refugiaram-se nas áreas selvagens e rurais. A maioria procura apenas sobreviver sem virar gado dos colonizadores, mas há uma pequena parte que fala sobre resistência e reconquista da Terra.

Cruzados: Jornada à Terra Santa

Cruzados: Jornada à Terra Santa é um minijogo narrativo de autoria de Raphael Lima. Cruzados tem a proposta de jornadas, com as dificuldades sendo decididas pela aleatoriedade dos dados. Neste minijogo um grupo de cruzados parte para a Terra Santa e precisa enfrentar os problemas da viagem.

Dentro da Noite e Outros Contos

Dentro da Noite e Outros Contos é um minijogo de fantasia urbana gótica, de autoria de Leishmaniose. As personagens foram transformadas em Noturnos, criaturas sobrenaturais, descobrindo que nas sombras do mundo que conheciam há um mundo completamente diferente, o Mundo da Noite.

Espada & Planeta

Espada & Planeta é um minijogo de autoria de Petras Furtado e Raphael Lima sobre aventureiros levados da Terra para mundos distantes no tempo e no espaço, terras de fantasia insólita, onde vastos impérios enfrentam sua própria decadência em meio a hordas bárbaras de tribos não-humanas, armadas de lanças de bronze e pistolas laser, no alto de montarias de seis pernas ou de veículos aéreos. Aos aventureiros, resta sobreviver e desvendar os segredos e mistérios deste estranho mundo que será seu novo lar.

Heróis de Electrum

Heróis de Electrum é um minijogo de super-heróis de autoria de Gilberto “Joka” Olimpio com a proposta de simular a atual fase das HQs, a chamada Era de Electrum (também conhecida como Nova Era de Platina) e dos filmes e séries modernos de super-heróis, como Vingadores, Defensores, Liga da Justiça e Jovens Titãs. Neste jogo, você é um herói que arrisca sua vida para salvar o mundo (ou seu bairro), proteger os fracos, combater o crime e as forças opressoras, afinal.

Isekai RPG

Isekai RPG é um minijogo de autoria de Felipe “Tio Lipe” Melo que tenta emular um gênero de animes e mangás onde as personagens são pessoas comuns do nosso mundo que foram inesperadamente enviadas a um mundo de fantasia que está sob a ameaça de um poderoso e invencível oponente. Como chegaram lá? Podem ter sido invocadas por meio de magia ou poderes divinos, reencarnadas devido a um acidente fatal — ou simplesmente surgiram lá. De toda forma, eles vivem grandes aventuras, aprendendo a usar seus novos e surpreendentes poderes para garantir a sua vitória e a sobrevivência contra as hordas do rei-demônio — ou mesmo das trapalhadas de seus companheiros de aventura.

Jardins de Neon

Um RPG minimalista Cyberpunk de Violência e Redenção,escrito por Petras Furtado. Cyberpunks habitam um mundo vinte minutos no futuro, dedicando suas vidas na eterna luta contra o Sistema, representado pelas corporações: conglomerados multinacionais de empresas poderosas o bastante para ditar suas próprias leis, controlar nações e manipular a economia mundial. Neste jogo, os personagens ajudam suas comunidades atuando como soldados em uma guerra nas sombras entre as corporações rivais, realizando missões para diversos grupos poderosos — incluindo as próprias corporações — como forma de adquirir poder, contatos e recursos para criarem um amanhã onde a vida humana tenha mais valor do que ações da bolsa.

Nova Amsterdã

Esta versão de Nova Amsterdã no formato minijogo de autoria de Raphael Lima traz os elementos principais do cenário e a mesma “diversão”, mas não as mesmas regras, que foram adaptadas para o Lima System. Nova Amsterdã é um cenário autoral do Mundos Colidem, de autoria de Gilberto “Joka” Olimpio e Raphael Lima, onde os holandeses invocaram os Mythos de Lovecraft, durante a sua dominação no Nordeste brasileiro na primeira metade do século XVII. Nova Amsterdã é uma cidade que mais lembra um vilarejo, mas é apontada em um mapa como um lugar de grande poder. Isso despertou o interesse dos holandeses, que varrem a capitania em busca de locais de poder ancestral, despertando os deuses antigos através de rituais proibidos.

Nova Ifé

Nova Ifé é um minijogo pós apocalíptico afrofuturista de autoria de Raphael Lima, que relata a sobrevivência do povo iorubá em uma antiga cidade milenar de pedra no Planalto de Darfur em uma terra devastada em pleno século XXII.

Patrulheiros Youkai

Patrulheiros Youkai é um minijogo de autoria de Leishmaniose para simular obras japonesas do gênero sobrenatural. As personagens são membros da organização Onmyouryou, que atua como protetora do mundo e responsáveis pelo equilíbrio entre os humanos e os youkais.

Piratas de uma Galáxia Distante

Piratas de uma Galáxia Distante é um minijogo de autoria de Davi Ferreira do Coletivo Taverna Literária, de Campina Grande/PB. Um jogo de aventura, ciência e destino, dedicado a narrar histórias de ficção científica dentro do subgênero Space Opera. Neste jogo, você e seus amigos interpretam aventureiros a bordo de uma nave, que se envolvem em batalhas espaciais e na descoberta de novos planetas e civilizações. Uma narrativa em Piratas tanto pode ser jogada como a jornada de heróis desbravando uma galáxia distante, confrontando impérios galácticos e seus tiranos, como também pode envolver viagens de mistério, terror e encantamento, audaciosamente indo onde nenhum jogador jamais esteve.

Potiguares: os Moradores do Rio Grande do Norte

Potiguares é um minijogo de autoria de Raphael Lima sobre o cotidiano de uma comunidade nativa nas Terras do Rio Grande, “pré-descobrimento” do Brasil, onde os jogadores interpretam os nativos locais e deverão resolver e vivenciar as situações cotidiano da comunidade.

Sobreviventes

Sobreviventes é um minijogo sobre apocalipse zumbi de autoria de Raphael Lima. Em Sobreviventes, os personagens estão em busca de um santuário, que eles ouviram falar através de outros sobreviventes, ou encontrando pistas em sua jornada. Mas nada é certo sobre esse local, inclusive a sua localização.

Task Force

Task Force é um minijogo de representação com temática policial, de autoria de Symon Bezerra, do coletivo Taverna Literária de Campina Grande/PB. O jogo é inspirado na série Blacklist (NBC) e no jogo eletrônico Ace Attorney (CAPCOM), e aborda temáticas de investigação onde há mais do que simples casos criminais. Nessa proposta, investigações delicadas despertam motivações pessoais de muitos personagens, que de alguma forma, estão ligados a este caso pelo seu próprio passado.

Teatro dos Mundos

Este jogo usa as regras do Lima System, desenvolvido por Raphael Lima e Mundos Colidem e as adapta para contar história ao vivo (live action). Ele é de autoria de Davi Ferreira do coletivo Taverna Literária de Campina Grande/PB. Em uma sessão de Teatro dos Mundos, os jogadores se dedicam a permanecer na maior parte do tempo dentro de sua personagem, falando e agindo a partir dela. Mediando a interpretação, há uma Narradora, responsável por descrever os espaços percorridos pelas personagens e ajudar em suas interpretações. Junto a ela estão os Curingas, jogadores que interpretam personagens que não são as dos jogadores e que contribuem para a narrativa, seja dando suporte às personagens dos jogadores, enquanto coadjuvantes; seja estabelecendo antagonismos, no papel de vilões.

“Vamos ao Supermercado?”

Vamos ao supermercado? é um minijogo de autoria de Raphael Lima, que fala sobre sobre esperança e a busca por suprimentos em tempos de pandemia. A personagem está de quarentena, mas precisa sair para conseguir suprimentos para sua família e pode ser infectada em sua busca. É um jogo sobre a jornada de sobrevivência diária e suas interações sociais. Esse jogo foi feito para ser jogado por duas pessoas em isolamento social, mas funciona também para um grupo, usando recursos virtuais ou no modo solo, usando um oráculo.

Zika Zombies

Zika Zombie é um minijogo de autoria de Helio Alcantara, o único da série que não usa o Lima System. Em Zika Zombie você e seus amigos fazem parte de um grupo no zapzap conhecido como A Resistência, onde lutam juntos para encontrar a cura de toda essa loucura. Uma bateria de celular é algo raro e seu personagem agora precisa sobreviver ao fim do mundo.

Conclusão

Este índice será atualizado na medida que for saindo mais títulos neste formato. E se você gostou dos jogos, e está querendo fazer um minijogo para chamar de seu, usando as regras do Lima System, é só dá uma olhada no SRD do Lima System e deixar a imaginação rolar.

Até breve!

😉

Deixe uma resposta