O Desafio de Atributos para D&D 5ª Edição

Olá Aventureiros !

Eu sou o mestre Quiral, e esta é a coluna da Festa dos Mestres do Mundos Colidem. No capítulo de hoje, eu trago uma proposta para resolução de conflitos em D&D 5e (que vale para vários sistemas similares).

A TRINCA DE D&D5e

O Dungeons & Dragons se propõe a trazer três tipos principais de desafios: A exploração, a interação social e o combate. Este ultimo (o combate) é muito bem estruturado. A experiência de jogo, de uma forma geral, é similar em diferentes tipos de grupos de jogos. Mas não temos grandes mecânicas (nos três livros básicos) para tratarmos os outros dois (exploração e interação social) como forma de conflitos a serem resolvidos, salvo a resolução por testes de atributos, que são tratados no capitulo 7 do livro do jogador, na página 173.

DESAFIO DE ATRIBUTOS

(Do inglês: ability challenge)

Uma boa alternativa para sustentar esses dois outros pilares é o uso do desafio de atributos, uma herança do D&D 4e (lá conhecido como Desafio de Perícias ou Skill Challenge), que pode funcionar para qualquer resolução de conflito complexo, que não se espera um resultado binário (falha ou sucesso), e que contenha um peso menor para um teste simples de atributo como forma de condução do jogo a partir do resultado obtido.

De uma forma geral, toda atividade complexa que pode ser resolvida de forma compartilhada ou com várias camadas de resolução, pode ser encaixada no desafio de atributos, como uma negociação com assaltantes em uma estrada, o confronto de uma cena de ação (como uma tempestade em alto mar) ou até mesmo uma armadilha complexa. Para ilustrar melhor esse tipo de ferramenta que podemos usar em D&D5e (ou qualquer sistema similar) eu fiz esse vídeo:

 

O nosso XP aqui, é tentar instigar você a encontrar momentos interessantes de aplicar o desafio de atributos, como mais uma ferramenta em mãos para seu jogo de RPG. Lembre-se, que toda poção de cura pode ser uma poção de veneno, e toda poção de veneno pode ser uma poção de cura, muitas vezes só depende da dose dos ingredientes em sua formulação. Assim como combates demais pode tornar seus jogos pesados, o uso em exagerado dessa ferramenta pode não ser legal. A dose certa vai variar de grupo para grupo, mas acredito ser uma excelente proposta em D&D5, inclusive com grande facilidade para ser usada como improviso em uma situação inusitada.

Até a próxima, e lembre-se: TUDO É XP.

 

Deixe uma resposta