D&D da Grow

Olá Aventureir@s!

Eu sou o DM Quiral, e estamos de volta em nossas experimentações no Laboratório do Alquimista no Mundos Colidem! No capítulo de hoje venho resgatar uma ferramenta sensacional que está caindo de novo na graça da comunidade D&Dzista: “O D&D da Grow”.

Origem

O D&D da Grow, também conhecido como “D&D caixa preta”, foi lançado no Brasil em 1993, e foi o primeiro e único D&D clássico que chegou em terras tupiniquins em Português-BR. Ele foi originalmente planejado para funcionar como um módulo introdutório ao jogo Dungeons & Dragons Rules Cyclopedia, ambos lançados nos EUA em 1991. Enquanto a D&D Rules Cyclopedia consistia em um conteúdo completo, compilado e atualizado das caixas BECMI de Frank Mentzer, com níveis de personagens de 1 ao 36, a caixa preta era seu módulo simplificado, com níveis de personagens de 1 ao 5.

Linha do tempo

Após o lançamento comercial do primeiro D&D (1974), os designers da TSR trabalharam em duas linhas paralelas. Enquanto Gary Gygax buscava melhores parâmetros para um jogo com maior poder de customização com seu Advanced Dungeons & Dragons 1e, Holmes foi o designer responsável por uma ideia de caixa de jogo introdutória, chamada Dungeons & Dragons Basic, com níveis de personagens de 1-3. O objetivo era funcionar como uma porta de entrada mais acessível a novos jogadores, que depois buscariam continuidade no hobby com o novo AD&D de Gygax ou no D&D original (D&D0e). Mas o sucesso desse módulo básico foi tão grande que a TSR decidiu criar uma linha independente, que chamarei de “D&D clássico”. Moldvay e Cook trabalharam juntos nesse projeto, que culminou em duas caixas lançadas em 1981, a famosa caixa magenta (D&D Basic), com níveis de personagens de 1 a 3, e a caixa azul (D&D Expert), com níveis de personagens de 4 a 14. Juntos formavam o conteúdo: D&D B/X.
Este material foi revisado e lançado como um novo produto em 5 caixas de jogo Basic, Expert, Companion, Masters, Imortals. Juntos, formavam o conteúdo D&D BECMI, sendo a primeira caixa da série (a básica), a famosa “caixa vermelha”, que foi a porta de entrada de muitos veteranos do RPG aqui no Brasil.

Em 1991 foi então lançado nos EUA uma revisão e compilação dessas caixas (as quatro primeiras) em um único TOMO, que consiste no mais completo conteúdo de D&D que temos em um único livro, a D&D Rules Cyclopedia. O seu módulo introdutório, a caixa preta da Grow, foi lançada aqui no Brasil em 1993, e a linha do tempo dessa história está compilada nesta imagem:

Conteúdo

O D&D da Grow consiste em uma caixa de jogo, com a incrível arte de capa de Jeff Easley, com o seguinte conteúdo:

  1. Cartilhas com guia para jogar
  2. Um aventura introdutória (A Dungeon de Zanzer)
  3. Um livro de regras (64 páginas)
  4. Divisória do DM
  5. Um mapa colorido da Dungeon de Zanzer
  6. Dezenas de miniaturas de papel
  7. Um set de dados poliédricos

Um tesouro redescoberto

Uma nova onda tem tomado a comunidade D&Dzista, pois esse material (principalmente o livreto de regras, de 64 páginas) é perfeitamente aplicável como sistema para a experiência de D&D-OSR. Como todos os D&Ds da era TSR possuem um bom nível de compatibilidade, é possível fazer um conexão direta do material dessa caixa com o D&D original de 1974. Na prática, pode-se considerar que é o mesmo conteúdo, atualizado e revisado do jogo original. Os cinco níveis de evolução são mais que suficientes para construção de um ambiente saudável ao “aventuresco”, com uma curva de poder bem alinhada ao estilo de espada & feitiçaria da literatura pulp, como Conan de Howard, Élric de Moorcock ou Fafhrd & Grey Mouser de Lieber, fortes influências nas origens do hobby.

Portanto, caso você tenha uma caixa dessa perdia em seu armário, ou encontre no mercado livre: “OSR-se”!

XP indicado:
1. Artigo: “Uma resenha sobre OSR”, link aqui.
2. Artigo: “a completa experiência Dungeons & Dragons”, link aqui.
3. Vídeo-resenha: “D&D da Grow”, link aqui.

Por fim, se tiver interesse em acompanhar mais do conteúdo que produzo, segue aqui minha árvore de links.

“TUDO É XP”

0 Comentários

  1. A imagem do fluxograma (e outras) não está ampliando.

    Prof. Gilson

  2. Marcussays:

    Nossa, quanto será que vale um jogo destes hoje né?

Deixe uma resposta